sábado, 21 de maio de 2011

Defeso também para o pescador

O defeso do camarão, em Paraty, foi uma medida essencial para preservar essa fauna e dar sustentabilidade da pesca, que é uma das atividades mais tradicionais do município. Durante esse período, o pescador recebe um salário para não pescar, evitando a coleta do molusco antes da nova procriação. Mas está enfrentando a maior burocracia para receber esse dinheiro, não tem como sobreviver e o resultado, além da insatisfação e da revolta, vem sendo a descrença numa lei que foi criada justamente para a segurança de seu ofício e a preservação do meio ambiente. O vereador Vidal enviou requerimento ao Executivo pedindo agilidade na liberação desse recurso. Veja requerimento.

Um comentário:

Anônimo disse...

Para esclarecimento, camarão é um crustáceo, não molusco.